Pesquisar

Carregando...

19 de fevereiro de 2010

A PEDOFILIA DO HAMAS - "Abuso Infantil, Torturas e Sodomização"

A PEDOFILIA DO HAMAS


Um evento de gala ocorreu em Gaza. O Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30 anos; a maioria das noivas tinham menos de dez anos.
Enquanto a imprensa exalta os "lutadores da liberdade do Hamas", o mundo desconhece uma das histórias mais nojentas de abuso infantil, torturas e sodomização do mundo vinda do fundo dos esgotos de Gaza: os casamentos pedófilos do Hamas que envolvem até crianças de 4 anos. Tudo com a devida autorização da lei do islamismo radical.
A denúncia é do Phd Paul L. Williams e está publicada no blog thelastcrusade.org e é traduzida com exclusividade no Brasil pelo De Olho Na Mídia (ninguém mais na imprensa nacional pareceu se interessar pelo assunto.)
Grandes dignatários muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamas foram pessoalmente cumprimentar os casais que fizeram parte desta cerimônia tão cuidadosamente planejada.

"Nós estamos felizes em dizer a América que vocês não podem nos negar alegria e felicidade", Zahar falou aos noivos, todos eles vestidos em ternos pretos idênticos e pertencentes ao vizinho campo de refugiados de Jabalia.
Cada noivo recebeu 500 dólares de presente do Hamas.

As garotas na pré-puberdade, que estavam vestidas de branco e adornadas com maquiagem excessiva, receberam bouquets de noiva.

"Nós estamos oferecendo este casamento como um presente para o nosso povo que segue firme diante do cerco e da guerra", discursou o homem forte do Hamas no local, Ibrahim Salaf.
As fotos do casamento relatam o resto desta história sórdida:
Pedofilia do Hamas
O Centro Internacional Para Pesquisas Sobre Mulheres estima agora que existam 51 milhões de noivas infantis vivendo no planeta Terra e quase todas em países muçulmanos.
Quase 30% destas pequenas noivas apanham regularmente e são molestadas por seus maridos no Egito; mais de 26% sofrem abuso similar na Jordânia.
Todo ano, três milhões de garotas muçulmanas são submetidas a mutilações genitais, de acordo com a UNICEF. A prática ainda não foi proibida em muitos lugares da América.
A prática da pedofilia teria base e apoio do islã, pelo menos a sua leitura mais extrema e radical. O livro Sahih Bukhari (além do Corão, outra das fontes de grupos como o Hamas) em seu quinto capítulo traz que Aisha, uma das esposas de Maomé teria seis anos quando se casou com ele e as primeiras relações íntimas aos nove. O período de espera não teria sido por conta da pouca idade da menina, mas de uma doença que ela tinha na época. Em compensação, Maomé teria sido generoso com a menina: permitiu que ela levasse todos os seus brinquedos e bonecas para sua tenda.

Mais ainda: talvez o mais conhecido de todos os clérigos muçulmanos deste século, o Aiatóla Komeini, defendeu em discursos horripilantes a prática da pedofilia:
“Um homem pode obter prazer sexual de uma criança tão jovem quanto um bebê. Entretanto, ele não pode penetrar; sodomizar a criança não tem problema. Se um homem penetrar e machucar a criança, então ele será responsável pelo seu sustento o resto da vida. A garota entretanto, não fica sendo contada entre suas quatro esposas permanentes. O homem não poderá também se casar com a irmã da garota... É melhor para uma garota casar neste período, quando ela vai começar a menstruar, para que isso ocorra na casa do seu marido e não na casa do seu pai. Todo pai que casar sua filha tão jovem terá assegurado um lugar permanente no céu.”
Esta é a história que a mídia não conta, que o mundo se cala e não quer ver, ou que não querem que você saiba. Mas agora você está ciente, não tem mais jeito! Vai ficar calado? Cobre os veículos de mídia, aja! Se você não fizer nada, ninguém poderá salvar estas vítimas inocentes do inferno do Hamas e similares.

Publicado por De Olho na Mídia com o título A História Oculta do Mundo: a pedofilia do Hamas -

15 comentários:

  1. Pessoal, toda vez que recebo algum e-mail com uma história surpreendente, dizendo que é algo não noticiado e tudo mais, eu desconfio. Não foi diferente com esta história. Fui pesquisar na internet e encontrei diversos indícios de falsidade sobre isso. Um no site "Mídia sem máscara", que é de direita, esta notícia foi posta em dúvida por um leitor. Aqui está o link para a notícia do casamento em massa, onde estão várias informações que constam na mensagem. Inclusive sobre os $500,00 dados aos casais pelo Hammas, além do mesmo número de casamentos (450).Como vocês podem ver, o site é do portal do MSN, sendo assim de responsabilidade da Microsoft. Por favor, devemos pesquisar antes de tomarmos posturas precipitadas. A informação é a melhor arma contra o preconceito, ok ?

    Abraços,

    Renan

    renan_boscariol@yahoo.com.br

    http://news.ninemsn.com.au/world/844073/hamas-sponsors-mass-wedding-in-gaza

    ResponderExcluir
  2. Não sou religioso: ao contrário, desconfio das religiões em geral. Mas essa notícia deturpa completamente a verdade do evento ocorrido em Gaza. É notícia mentirosa; criminosa, na verdade. Sugiro publicar a outra versão, no mínimo, para manter a credibilidade do blog.

    ResponderExcluir
  3. Duas coisas são infinitas, o universo e a ignorância humana ( Albert Einstein). Mas não se preocupe, sua percepção permanece estagnada na época medieval, quando a informação se limitava à visão da igreja, o raciocínio lógico só funciona com informação, hj em dia existem os canais, discovery, natgeo , history channel, revistas galileu, super interessante. A ciência constroi e modifica a realidade constantemente , quem não acompanha , não vive pereceptivamente na realidade , ou seja , está literalmente delirando. Mas com certeza em algumas dezenas, ou centenas, de anos , estará disponível um psicofármico eficaz , que irá suprimir a condição perceptiva da religião.

    ResponderExcluir
  4. cara isso e uma poca vergonha esses pédofilos ficao ai pegando crianças pq nao encontrao pessoa a sua altura nao tem vergonha na cara ..
    e brinkadeira vil uma pessoa dessa nao tem um pingo de solidariedade..
    acho que so pode nao ter tido infancia..

    ResponderExcluir
  5. NAO É ATOA QUE DEUS ANDA DESTRUINDO OS PAIZES COM TERREMOTO AGUA.. NESSE AI DEVERIA PEGAR FOGO E DESTRUIR ESSES SATANAS EM FORMA DE HUMANOS

    ResponderExcluir
  6. a VERDADE VERDADEIRA segue: trata-se de de uma lenda de internet criada por islamofóbicos para enganar direitistas bobos (desculpem pelo pleonasmo "direitistas bobos"):
    http://www.quatrocantos.com/lendas/402_noivas_hamas_pedofilia.htm
    É favor divulgar a verdade (ainda mais num blog que usa esse nome) em vez de repetir qual papagaio mentiras defecadas pela direita euro-ianque.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  7. FODA-SE, AS PESSOAS SEMPRE USAM A FÉ DOS TROUXAS PARA TIRAR PROVEITO, POR LA ELES COMEM CRIANÇAS, AQUI D VEZ EM QNDO UM PADRE FAZ O MSMO, MAS NO BRASIL E EM VARIOS LUGARES OS IMBECIS DAO DINHEIRO P/ UM CARA QUE ENSINA A "ARRANCAR DINHEIRO DOS TROUXAS"...

    RELIGIAO EH IGUAL DOENÇA, CONTAMINA, ESPALHA E MATA, QUERO MAIS EH Q SE FODA OS IMBECIS RELIGIOSOS Q TAO FERRANDO NO MUNDO.

    ResponderExcluir
  8. Parece que este hoax ainda se mantém bem atual nas redes sociais,apesar de ser tão fácil desmascará-lo.Basta que se tenha o mínimo de conhecimento sobre o Islã e alguma informação sobre o sr. paul williams e os grupos que divulgaram semelhante mentira.Trata-se de notícia velha,espalhada na rede por um homem notadamente islamofóbico e xenófobo,que foi processado por divulgar outra mentira envolvendo muçulmanos.Saibam que este senhor apresentou esta história tendo como fonte outros veículos de comunicação.Um deles foi o New York Times,que apenas noticiou uma cerimônia de casamentos em massa envolvendo adultos.Na realidade,a décima ocorrida em Gaza,e patrocinada pelo grupo Hamas.Mas não só o Hamas tem essa postura.Outros grupos de caridade já o haviam feito,e o fizeram posteriormente.Recentemente,a Arábia Saudita foi patrocinadora de um desses casamentos,e a cerimônia diferia pouco das demais.No entanto,os acusadores não mais se interessaram pelo assunto,pois a mentira se alimenta de coisas novas.quanto ao conhecimento sobre o islã a que me referi,é importante que se saiba que uma noiva não poderia se casar com a cabeça descoberta,tal como vemos estas meninas das fotos,ultramaquiadas e viajando penduradas nos carros.Também,deve-se ter conhecimento de que as noivas não tomam parte na festa com os esposos,comemorando geralmente em outro local.Agora,a fonte de toda a polêmica diz respeito às crianças.De fato,à primeira vista podemos deduzir que elas seriam as noivas,devido à forma como estão vestidas.Porém,só assim o fazemos por causa da visão ocidental de um casamento.Mas basta que tenhamos conhecimento do costume dos palestinos(não religioso,diga-se de passagem)para desmitificarmos essa história de casamentos pedófilos.Em Gaza,e por toda a Palestina,há uma tradição de que,nas cerimônias de casamento,algumas meninas acompanhem os homens pelas ruas ou por todo o vilarejo,antes do casamento propriamente dito.A maioria das vezes,são parentes dos noivos(a preferência é de que sejam irmãs ou primas dos homens),mas podem ser apenas vizinhas.Seja como for,esse costume está amplamente divulgado em reportagens anteriores à cerimônia que o sr.williams levianamente denunciou.Eu tenho inúmeras fotos de outros casamentos,e todos ocorrem nos mesmos moldes,com as meninas(e meninos também)circulando pelas ruas com os homens,vestidas exatamente como essas aí do alto.Mas tenho também imagens das verdadeiras noivas,em companhia das meninas e dos noivos,para desmentir qualquer um que acredite ou afirme que na Palestina ocorrem casamentos entre homens e crianças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá tive o conhecimento deste fatos agora , mas vejo que é antigo , por favor , publique as fotos . pois estou revoltada com o caso , coloque neste blog mesmo. estamos no aguardo . Obrigada CCE.

      Excluir
  9. Boa Tarde Guga.

    Sou uma Pedagoga infinitamente interessada sobre as condições de vida das crianças pelo mundo.
    Gostaria muito de ver as fotos das noivas, já que essas são só as Daminhas-de -Honra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,senhora pedagoga.Eu infelizmente tive minha conta bloqueada pelo google,por alguns problemas alheios à minha vontade.Portanto,meu blog também se perdeu.Mas creio ser ainda importante divulgar a matéria que havia feito,desmentindo a história dos casamentos pedófilos.Em breve eu lhe darei novas informações sobre o blog,que vou refazer.Um abraço.

      Excluir
  10. Eu espero que essa noticia seja falsa. Porque se não for, e de uma crueldade, que não tem perdão. Se for verdade, todas as pessoas, de todos os países, tem que se unir, exigir e fazer protestos para acabar com essa covardia. Nao se pode aceitar, que se acabe com a infância de uma criança e, que deixe marcas irreparáveis na alma e na vida de um ser humano.

    ResponderExcluir
  11. Renan, o importante para gente como o Olavo de Oliveira e outros que divulgam tais mentiras não é o fato de ser falsa, mas o fato de que a maioria vai ler e acreditar. Atingem, pois, seus objetivos de qualquer modo.

    ResponderExcluir
  12. Vergonha são os 'Anônimos' que não dão a cara para bater ! Quer dar opinião, mostra a cara brasileiro !

    ResponderExcluir
  13. Para os imbecis preocupados em denegrir quem é de direita, peço que parem com essa estupidez e simplesmente mostrem as fotos reais ou videos reias, pois fui ver no LiveLeak e o video completo desse casamento está lá, com caras casando com crianças, mas como não sei árabe, não tenho certeza do que está acontecendo. Agora, para quem ama de paixão ser esquerda, pega tua mão esquerda poe na porra do teclado, e pede pra tua mão direita usar o mouse e ajudar a achar as provas corretas em video, pois todo esse blah blah blah, eu amo lula, eu amo olavo de carvalho, etc não serve pra bosta nenhuma seus imbecis!

    ResponderExcluir

Este blogue respeita todos os seus leitores... mas você é especial!
Obrigado pelo comentário!"