Pesquisar

Carregando...

19 de fevereiro de 2010

BOIADA DE IMPOSTOS - "Exagero de Impostos no Brasil"








BOIADA DE IMPOSTOS

Para comprovar o exagero de impostos cobrados pelo governo brasileiro, faremos um comparativo usando o "boi" como referencia.

Quando um pecuarista usa como meio de fecundação de suas vacas a inseminação artificial, ele compra o esperma em algum banco de esperma em nosso país, e paga um imposto.
Após a vaca fecundada e sem contar os gastos durante a gestação do animal, o bezerro nasce, cresce e é vendido para um matadouro, e paga outro imposto.
O matadouro mata o boi e vende a carne para o atacadista, e paga outro imposto.
O atacadista vende para o açougue, e paga outro imposto.
O açougue vende para o consumidor final, e paga outro imposto.
Voltando ao matadouro, o sebo extraído do animal é vendido para as empresas de beneficiamento, e paga um imposto.
A empresa beneficia o sebo e vende para as fábricas de sabão, e paga outro imposto.
A indústria de sabão/sabonete fabrica o produto e vende para o atacadista, e paga outro imposto.
O atacadista vende para a loja revendedora (drogaria/supermercado, etc.), e paga outro imposto.
A revendedora vende para o consumidor final, e paga outro imposto.
Ainda no matadouro, o couro é extraído do boi e vendido para o curtume, e paga um imposto.
O curtume trabalha o couro e vende para fábrica de calçados, e paga outro imposto.
A fábrica de calçados produz o calçado e vende para a loja, e paga outro imposto.
A loja vende o calçado para o consumidor final, e para outro imposto.
Ainda no matadouro, os ossos extraídos do animal são vendidos para indústria de transformação que produzirá farinha de osso, e paga um imposto.
A indústria de transformação vende a farinha de osso para o atacadista, e paga outro imposto.
O atacadista vende para a loja revendedora, e paga outro imposto.
A loja vende para o agricultor, e paga outro imposto.
Ainda no matadouro, o chifre extraído do boi é vendido para indústria de transformação, e paga um imposto.
A indústria de transformação produz botões e derivados e vende para o atacadista, e paga outro imposto.
O atacadista vende para a loja, e paga outro imposto.
A loja vende para o consumidor final, e paga outro imposto.
Ainda no matadouro, parte da carne extraída do boi é vendida para fábrica de lingüiças, e paga um imposto.
A indústria produz a lingüiça ou o embutido e vende para o atacadista, e paga outro imposto.
O atacadista vende para a loja (açougue/supermercado) e paga outro imposto.
A loja vende para ao consumidor final e paga outro imposto.
Ainda sobrou o esterco do animal no qual o pecuarista beneficia o produto e vende para o agricultor, e paga um imposto.

Conclusão, um boi, um simples boi, gera absurdamente pelo menos 27 impostos.

Achiles Holanda



Um comentário:

Este blogue respeita todos os seus leitores... mas você é especial!
Obrigado pelo comentário!"