Pesquisar

Carregando...

20 de fevereiro de 2010

ESCÂNDALOS DE PAULO SALIM MALUF



ESCÂNDALOS DE PAULO SALIM MALUF


Corrupção, intimidação, evasão de divisas, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha......









Político é acusado de corrupção passiva, tentativas de intimidação de testemunhas, evasão de divisas, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, peculato (desvio ou apropriação de dinheiro público) e sonegação fiscal que foram reunidas em um dossiê.








O Ministério Público ajuizou recentemente uma ação civil pública contra Paulo Maluf, a mulher dele, Sylvia Maluf, e os filhos Flávio, Otávio, Lígia e Lina, sua ex-nora Jacquelline de Lourdes Coutinho Torres, três empresas offshore instaladas nas Ilhas Virgens Britânicas e a Eucatex, empresa da família Maluf, devolvam à São Paulo mais de R$ 300 milhões. Esse valor teria sido remetido ilegalmente por Maluf ao exterior e usado para compras de ações da Eucatex, após indícios de superfaturamentos em obras públicas. A Eucatex é uma empresa que atua no segmento de construção civil, móveis e agroindústria, da família Maluf.



Essa foi uma das últimas de muitas denúncias de corrupção contra o ex- prefeito Paulo Maluf, depois de anos de investigação para que as diversas operações da polícia federal conseguissem reunir em documentos de 8 kilos, e a promotoria pudesse denunciar em 2005, Paulo Maluf e seu filho Flávio por formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Se condenados podem pegar até 8 anos de prisão. Pela primeira vez tiveram o pedido de prisão preventiva aceito pela juíza Silvia Maria Rocha, da 2ª Vara Criminal de São Paulo. Maluf e o filho Flávio passaram apenas algumas noites na cela de 15 m2, junto com outro preso comum.
Em 2007 virou manchete do principal jornal francês, 'Le Monde' que conjugava em sua capa o verbo malufar- malufer significa, roubar os cofres públicos desde 1970 - “superfaturam-se contratos de obras públicas e as quantias desviadas são enviadas ao exterior por um doleiro”. O dinheiro superfaturado nas obras públicas, segundo a justiça de São Paulo, foi enviado ilegalmente para contas secretas no exterior, especialmente em bancos dos Estados Unidos, Suíça, Inglaterra, Ilhas Jersey, França e Luxemburgo.
Os casos de corrupção de Maluf estão se tornando reais, depois de anos de pendências, com o acordo de cooperação jurídica penal entre Brasil e Suíça. O objetivo é facilitar a troca de informações sobre suspeitos de crimes financeiros e de corrupção. O acordo entrou em vigor a partir de 27 de julho de 2009.
As investigações revelam que US$ 500 milhões circulam no exterior em contas de membros da família Maluf. Cerca de US$ 170 milhões foram encontrados em documentos bancários que Jersey, paraíso fiscal no Canal da Mancha, enviou ao Brasil depois de quase 7 anos de batalha judicial.
As suspeitas de desvio de dinheiro público teriam começado em 1970 depois que Maluf foi nomeado prefeito de São Paulo em plena ditadura, e teve a idéia de oferecer um fusca a cada um dos campeões da Copa do Mundo de futebol, com dinheiro público.
Durante os anos 90 foi deflagrado o escândalo dos precatórios na época em que o deputado Paulo Maluf (PP-SP) era prefeito de São Paulo. Maluf foi acusado de ter emitido irregularmente R$ 1,23 bilhão em títulos da dívida pública, que teriam sido usados para o pagamento de precatórios.
As investigações mostraram que entre 1993 e 1998, Maluf teria desviado, quando prefeito de São Paulo (1992-1996), cerca de US$ 166 milhões dos cofres municipais, superfaturando as obras da Avenida Água Espraiada (hoje chamada de Jornalista Roberto Marinho) e do Túnel Ayrton Senna. Segundo informações fornecidas pela procuradoria de Nova York, documentos reforçam evidências de envolvimento do ex-prefeito em esquema de propinas. A Água Espraiada deveria custar US$ 200 milhões, mas acabou custando US$ 600 milhões. O promotor da Cidadania de São Paulo, Silvio Marques, calcula que o rombo é maior e que empreiteiras emitiram o equivalente a US$ 195 milhões em notas frias. Os Maluf também são apontados como beneficiários da conta Chanani, US$ 161 milhões remetidos ilegalmente para Nova York.
Informações na mídia.

7 comentários:

  1. Paulo Maluf fez muitas coisas em que não são certas para este pais ou então estado. Ele não deve voltar para a politica , pois é um EXCELENTE corruptou . ou melhor . é a corrupção em pessoas !

    ResponderExcluir
  2. É o líder do corruptometro:
    http://corruptometro-brasil.com/robberProfileView.php?robberId=1090

    Abraco

    ResponderExcluir
  3. Nada mais nojento é o Maluf,o mesmo tem tudo de ruim, bandido, ladrão, desviou dinheiro publico,escondeu no cemiterio de Perus, pessoas mortas pela ditadura,portanto, quem vota em Maluf,é da mesma laia dele.

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente no Brasil prevalece a velha fala "leis não pegam" e " No Brasil vivemos de exceção e não de regras". Assim o Sr Paulo Maluf caminhou junto à humanidade. Homem bem votado representou o pior da nossa história. Representou o coronelismo do asfalto, o timão da primeira divisão Maluf Esporte de Pinheiros, Uma vez maluf sempre maluf. As pessoas ou por falta de informação ou por birra votam e votavam no Maluf. Ele representou a verdadeira lenda do Zé Carioca, somos malandros, mas somos capazes de ainda sambar de terno e gravata e sapato bem lustrado representando a velha lapa do Rio de Janeiro, embora tenha sido aqui em plena são Paulo que esse " alienígena" venceu importantes eleições, e " graças a um certo Deus" não foi presidente. Embora ter um cargo majoritário (prefeito) do município de SP já está de bom tamanho para quem quer "roubar" e fingir que faz alguma coisa. Esperamos que com a Lei de Responsabilidade Fiscal essas fraudes e desvio de verbas jamais voltem a acontecer, tratando-se do erário público realmente precisamos garantir a melhor ética com a LRF.

    ResponderExcluir
  5. É uma vergonha isso para o meu querido estado e cidade de SP. Mais vergonhoso ainda por saber que existem milhares de malufistas em SP que ainda votam nele.

    ResponderExcluir
  6. Bandido procurado no mundo inteiro, anda solto Brasil afora e ainda se elege deputado federal. Cadeia nele!!

    ResponderExcluir
  7. Será que foi só ele que cometeu essas barbaridades, e qtos cometem e ficam por de baixo do tapete.

    ResponderExcluir

Este blogue respeita todos os seus leitores... mas você é especial!
Obrigado pelo comentário!"