Pesquisar

Carregando...

19 de fevereiro de 2010

HISTÓRIA REAL - "Descobrimento e Colonização do Brasil"



História Real do Descobrimento e Colonização do Brasil



1ª Missa no Brasil
Descobrimento : Pedro Álvares Cabral, era um navegador sem muita expressão, tanto que no descobrimento do Brasil, sem muitos recursos, recorreu ao rei da Espanha na tentativa de novas aventuras no qual iria ocorrer o descobrimento de nossa terra. Conseguiu algumas naus para seu empreendimento porem, carente de recursos e tripulação recrutou para sua viagem pessoas disponíveis para tal evento.
Casualmente descobriu nossa terra, pois em desvio de sua rota deparou com a nova descoberta.
Na realidade não seria uma descoberta. Descobrir seria : “achar” “dar a conhecer”. A terra até então “descoberta” já era habitada por índios que viviam em comunidades muitos séculos antes de Cabral pisar em nossa terra.
Na verdade seria uma conquista, inicialmente primaria, apenas por meios pacíficos e posteriormente através da força e das armas.
Catequização dos índios : Com os eventos após a conquista, a Igreja Católica, força política e de grande influencia em todos os reinados daquele século, enviou os Jesuítas com a proposta de catequizá-los ou seja, julgando ser os habitantes da nova terra descrentes de Deus, pretendiam aproximá-los da igreja. Na realidade a finalidade era apenas uma; escravizá-los tirando de suas terras algo que para eles não representava nenhum valor que seriam; as pedras preciosas e todo o ouro que seus navios pudessem carregar.
A quantidade de ouro e pedras preciosas que eram roubadas da nova terra criou em Portugal uma expectativa tão grande de imigração que o rei de Portugal teve que tomar várias medidas para conter o evento.
Para o enriquecimento ilícito da igreja, todos os meios eram usados, de onde surgiu um famoso ditado que mesmo após vários séculos ainda circula entre nos;”santinho do pau oco” que significa, uma pessoa que aparentemente demonstra uma personalidade e na realidade é o oposto do que demonstra. Esse ditado provem de um dos recursos usados pela igreja que seria a produção de imagens de Santos da Igreja Católica, em diversos tamanhos, esculpidos em madeira cujos interiores eram ocos, permitindo assim que fosse escondido ouro e pedras preciosas e posteriormente enviadas às igrejas em Portugal e na Europa.
Exploração de nossas riquezas : Além da atuação dos colonizadores e da Igreja Católica, outro fato relevante quanto à exploração de nossas riquezas era que, a rainha da Inglaterra tomando conhecimento de toda essa riqueza provida da nova terra, enviava ao Brasil vários navios carregados de bebidas, prostitutas, tecidos e outras centenas de coisas que eram trocadas pelo ouro e pelas pedras preciosas aqui exploradas e ainda não satisfeita com este ilícito comércio que fazia junto aos portugueses, ela própria, nomeava vários navios piratas que com todo recurso de guerra possível, atacavam os navios portugueses saqueando e roubando-lhes toda a carga preciosa.
Escravos: Recentemente uma pesquisadora negra norte-americana, apresentou um estudo feito por ela que dizia que, pelo menos 40% dos negros trazidos da África não eram tomados de suas tribos e sim negociados em troca de mercadorias. Nessa negociação feita entre os portugueses e os chefes tribais, muitos negros expulsos, delinqüentes e criminosos entravam na negociação, visto que os portugueses necessitavam apenas de quantidade e não de qualidade de mão de obra. Aqui trazidos e juntamente com os índios serviam aos portugueses com sua própria vida.
O que foi feito com o índio brasileiro e com o negro no período de colonização, não deixava nada a desejar aos grandes extermínios no holocausto do século vinte.
De onde viemos, quem somos: Na realidade toda historia de nossa civilização e evolução provém do início da conquista de nossas terras, da forma, como e quem as colonizou. Nossa descendência ,pobre descendência é um somatório de todos estes fatos; descobertos por homens aventureiros, saqueadores e bandidos, catequizados por religiosos exploradores, grande influencia de piratas e prostitutas inglesas, negros escravizados e dentre eles muitos delinqüentes e criminosos e de índios que até então desconheciam a existência de outra raça que não fosse a sua e que levavam uma vida dos “tempos de caverna”.
A colonização de uma terra é a semente que no decorreu dos séculos irá prover aquela nação de cidadãos dignos.
Exemplo maior nos temos dos Estados Unidos, país descoberto pelos espanhóis, porem colonizado pela Inglaterra. Tiveram eles, quase todos os mesmos problemas dos brasileiros, porem, toda a sua cultura, toda sua formação teve tão somente influência inglesa.
Foi-nos dado um país continental, cercado de maravilhas naturais, de terras férteis, cercado de mares continentais, florestas capazes de cobrir toda a Europa, 1/3 de toda água do planeta, conhecemos desertos e neve, uma das faunas e floras mais ricas do mundo, apenas o nosso serrado possui uma diversidade de flora maior que muitas florestas de todo planeta porem, nos foi herdado uma colonização pobre, inerte, corrupta que se arrasta desde 1500.
Porque não nos permitiram a invasão francesa ou talvez a invasão holandesa, se assim o fosse, seriamos uma grande nação.
Achiles Holanda




36 comentários:

  1. És um frustado, vai mas é trabalhar como as pessoas, fazer alguma coisa útil para sociedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo isso é mentira! A revista Isto É publicou em 19 de novembro de 1997, matéria intitulada “O verdadeiro Cabral”, assinada pelo jornalista Guilherme Evelin, na qual o autor procura demonstrar que o descobrimento do Brasil ocorreu em data anterior a 22 de abril de 1500, conforme é ensinado nas escolas. Seu texto, encimado pelo subtítulo “Na véspera das comemorações dos 500 anos do descobrimento, novas pesquisas revelam que Portugal mandou uma missão secreta ao Brasil, um ano e meio antes da chegada de Cabral”, diz o seguinte:

      “Esqueça tudo o que você aprendeu na escola sobre o descobrimento do Brasil. O primeiro português a vir às terras brasileiras não foi Pedro Álvares Cabral, ao contrário do que até hoje ensinam os manuais de história. O primeiro torrão de solo tupiniquim avistado pelos portugueses também não foi o Monte Pascoal, no sul da Bahia. O primeiro contato dos europeus com a terra brasilis tampouco ocorreu em 22 de abril de 1500. A dois anos das comemorações oficiais pelos 500 anos do descobrimento do Brasil, os últimos trabalhos de pesquisadores portugueses, espanhóis e franceses revelam uma história muito mais fascinante e épica sobre a chegada dos colonizadores portugueses ao Novo Mundo”.

      “O primeiro português a chegar ao Brasil foi o navegador Duarte Pacheco Pereira, um gênio da astronomia, navegação e geografia e homem da mais absoluta confiança do rei de Portugal, d. Manoel I. Duarte Pacheco descobriu o Brasil um ano e meio antes de Cabral, entre novembro e dezembro de 1498. O primeiro português a confirmar que existiam terras para lá do Oceano Atlântico desembarcou aqui num ponto localizado nas proximidades da fronteira do Maranhão com o Pará. De lá, iniciou uma viagem pela costa norte, indo à ilha do Marajó e à foz do rio Amazonas. Quando regressou a Portugal, o rei ordenou-lhe que a expedição deveria ser mantida em sigilo. O motivo para que a descoberta fosse tratada como segredo de Estado era bastante simples: as terras encontravam-se em área espanhola, de acordo com a divisão estabelecida pelo famoso Tratado de Tordesilhas, assinado em 1494, quatro anos antes de Duarte Pacheco chegar à Amazônia”.

      Após tecer considerações sobre o assunto, o redator da matéria esclarece:

      “A base da tese gira em torno de um manuscrito, o "Esmeraldo de situ orbis", produzido pelo próprio Duarte Pacheco entre 1505 e 1508 e que ficou desaparecido por quase quatro séculos. Até no título, o documento revela seu caráter cifrado. "Esmeraldo" é um anagrama que associa as iniciais, em latim, dos nomes de Manoel (Emmanuel), o rei, e Duarte (Eduardus), o descobridor. "De situ orbis" significa "Dos sítios da Terra". "Esmeraldo de situ orbis", portanto, era "O tratado dos novos lugares da Terra, por Manoel e Duarte". Era um imenso relato das viagens de Duarte Pacheco Pereira não só ao Brasil, como à costa da África, principal fonte da riqueza comercial de Portugal no século XV. O rei d. Manoel I considerou tão valiosas as informações náuticas, geográficas e econômicas do "Esmeraldo" que jamais permitiu que ele fosse tornado público. Foi montado em cinco partes, com 200 páginas no total. As melhores provas sobre o descobrimento do Brasil aparecem no capítulo segundo da primeira parte. Resumidamente, o trecho diz o seguinte: "Como no terceiro ano de vosso reinado do ano de Nosso Senhor de mil quatrocentos e noventa e oito, donde nos vossa Alteza mandou descobrir a parte ocidental, passando além a grandeza do mar Oceano, onde é achada e navegada uma tam grande terra firme, com muitas e grandes ilhas adjacentes a ela e é grandemente povoada. Tanto se dilata sua grandeza e corre com muita longura, que de uma arte nem da outra não foi visto nem sabido o fim e cabo dela. É achado nela muito e fino brasil com outras muitas cousas de que os navios nestes Reinos vem grandemente povoados."

      Excluir
    2. Sr.anônimo do dia 14 de agosto de 2010,às 10:03 horas...O Sr.,
      a considerar o início do texto exposto,deve ser um portugues frustado e muito,mas muito ladrão.Sua descedência nos envergonha por terem-na estendido à nós!!!O cidadão que expôe aqui o conceito que tem sobre a"encobrimento do Brasil",o faz de consciência tranquila e irrefutável.Os europeus saquearam e saqueiam esse continente.São perdulários e gananciosos aos extremos dos extremos.Na verdade não há adjetivos pejorativos suficiente para qualificá-los.E você,certamente,goza dessa possibilidade de imputação.

      Excluir
  2. PESSOAS INTELIGENTES PENSAM DESTA MANEIRA!!!


    http://www1.folha.uol.com.br/fol/brasil500/entre_2.htm

    ResponderExcluir
  3. Claro senhor Achiles, claro. Certas coisas que acontecem na vida e na história dos homens tem sempre uma justificação. Nisso e somente nisso tem você razão e o presente confirma-o. Mesmo após quase dois séculos de independentes, continuam ALGUNS brasileiros a ser como você: descendente de uma mistura de saqueador e prostituta, pobre e frustrado. Qiçá também banguela... problema de aculturação falhada.
    Mas alegre-se, se os seus antepassados tivessem sido colonizados por ingleses ou holandeses você seria igualmente burro !!!

    ResponderExcluir
  4. Esse texto – “História Real do Descobrimento e Colonização do Brasil” – na sua maioria não tem nada de real e verdadeiro, é uma narração falsa e preconceituosa sobre a verdade histórica do descobrimento e a dita colonização do Brasil. Se não, vejamos:
    1º. Pedro Álvares Cabral, ao contrário do que é afirmado, era um grande navegador e um Iniciado na Sabedoria Divina, um Kumara, com superiores conhecimentos esotéricos, que não os podem ter (ainda hoje) homens vulgares, por mais ilustres que sejam.
    2º. Sempre esteve ao serviço do Rei de Portugal e nunca teve qualquer conexão com o Rei de Espanha. Largou de Lisboa com uma frota de 13 caravelas altamente apetrechadas do mais evoluído que existia na época. Acompanharam-no grandes e experientes pilotos, como Bartolomeu Dias, que anos antes dobrara o Cabo da Boa Esperança e permitiu a passagem de Vasco da Gama para a Índia, e Duarte Pacheco Pereira, que já tinha tocado anos antes terras do futuro Brasil e foi o negociador do Tratado de Tordesilhas, tendo imposto aos espanhóis o meridiano em que se incluía o Brasil como terras pertencentes a Portugal e que eram ainda por descobrir para os espanhóis, mas já visitadas em 1492 por Duarte Pacheco Pereira. Como se vê, Pedro Álvares Cabral somente foi o descobridor oficial do Brasil. Nas 13 caravelas e naus, que saíram de Lisboa no dia 9 de Abril de 1500 em direção à Bahia, vinham matemáticos, padres e escrivães, além dos mais famosos pilotos de Portugal.
    3º. Nada foi por acaso, mas tudo minuciosamente programado, para o primeiro contato com a terra que, sendo a última a ser descoberta pelos grandes navegadores da época, traz em seu formato de coração o destino histórico que lhe cabe de ser o Berço da Nova Civilização.
    4º. Essa mania da perseguição ou complexo de inferioridade que se acomoda atrás das acusações de que os portugueses roubaram o ouro e as pedras preciosas e exploraram o pau-brasil, é uma paranóia sem lógica nenhuma e revela um desconhecimento absoluto do processo histórico da humanidade e da evolução das civilizações. Certamente que houve abusos da Igreja e dos colonos, mas isso não invalida a epopéia realizada. Quanto à Igreja Católica Romana, já Camões disse que se os heróis são legítimos (os descobridores), já a Igreja veio a errada, pois a que deveria ter acompanhado a aventura da expansão marítima deveria ser a Igreja de Maria Madalena, a dos Cátaros, que foi massacrada pela de Roma.
    5º. Não houve extermínio nenhum de índios e negros em território brasileiro na época da administração portuguesa. O que a história relata são genocídios nas terras onde estiveram os espanhóis e holandeses, incluindo o Brasil entre 1580 e 1640. Além disso, no Brasil, houve mais decréscimo da população indígena durante os últimos 80 anos do que nos 260 dos portugueses. E não esquecer que os portugueses foram o único povo europeu que se miscigenaram com os nativos brasileiros, africanos e asiáticos. Só isso releva completamente essa cabala do extermínio. Ao contrário, multiplicaram.
    6º. A conclusão é mais um absurdo e confirma a psicologia maníaco-depressiva daqueles que não entendem ou têm inveja do pioneirismo da globalização dos portugueses.
    7º. Para terminar só gostaria de saber de onde vêm esses sobrenomes do autor do blogue – Holanda Silva? Não são portugueses?
    Namastê
    Jorge Santofer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou e dise : MUITO BEM !!! Falta muita informação e studo a algumas pessoas !

      Excluir
  5. Deixem o homem falar a vontade!!! se calhar nem tem culpa...há muita gente a pensar como ele e tem explicaçao!! ensinam essas mentiras nas escolas... mas eu vou dar-lhe a oportunidade de pensar e chegar la sosinho, quem o ensinou, esqueceu-se de lhe dizer que existem exemplos do que seria o Brasil se tem sido colonizado por essas raças "superiores" Existem alguns exemplos:
    Suriname, Haiti, Sri Lanka, Indonesia, Madagascar.. entre muitos outros, mas se entre eles encontrar algum que seja modelo para o Brasil que vc gostava de ver, faça o favor de me informar, porque eu pessoalmente não vejo nenhum, para terminar gostaria de informa-lo que "Apartaid" é uma palavra Holandesa e que o primeiro campo de concentraçao que o mundo conheceu existiu na Namibia, ex-colonia alemã e foi usado contra os nativos da propria terra..
    Tenha juizo..leia... informe-se...nao coma tudo o que lhe põem a frente pode já estar mastigado por alguem!!!

    ResponderExcluir
  6. maria aparecida de oliveira21 de abril de 2011 16:45

    gostaria de saber os nomes desses autores que escreveram estes textos

    ResponderExcluir
  7. Portugues de cú é rola! Ladroes safado! Falamos portugues apenas porque o Papa permitiu essa colonizaçao ao portugueses! Fora isso seria o Brasil um pais de lingua espana... E se nao fosse Minas gerais o que seria de Lisboa depois do terremoto! Por favor! Parem de criticar o Brasil Sem saber... Portugal nao nos ajudou em nada! De alguma forma o Brasil já existia e seguiria existindo com indios ou nao! O HOMEM NAO PODE ACHAR DE DEVE SER DONO DE TUDO!

    ResponderExcluir
  8. Admiro que a senhora com o sobrenome que possua desconheça os seus antecedentes.O Brasil foi colonizados por tres DDD - doidos, degredados, desesperados. os doidos e degredados a Sra. citou. Faltou falar nos desesperados, com certeza a maioria, pessoas de origem judaica que vieram para o Brasil a fim de escapar do horrores da inquisição. Pelo seu sobrenome pesquise as origens de sua familia que vai ter muitas surpresas.

    ResponderExcluir
  9. Diante de tamanha falta de vivência de alguns comentarista me sinto obrigada a reafirmar parte dessa historia.Seria mesmo possível que Jesuítas e viajantes pagando suas próprias passagens fossem trabalhar a terra emaranhada de mato, cipós,muriçocas, pernilongos e muitos outros bichos? Antes de se chegar ao ouro e pedras preciosas era preciso labutar.Matar alguns índios, violentar dezenas de índias,(imagine uma embarcação só de homens, dezenas deles..)todos criminosos premiados com a liberdade para enfrentar o que os nobres jamais enfrentariam, logo vem os negros,escravizados, humilhados,revoltados e loucos por vingança; somamos a isso as meretrizes que vieram de brinde mais tempo é igual a[ brasileiros ]
    A terra é ótima porem temos que aguardar mais 500 anos (será que dá? para que o processo de purificação se complete. Até lá meus queridos, parem de discutir o óbvio! Somos uma nação abençoada,alguém,infelizmente ou felizmente fez o serviço sujo para que nós pudéssemos desfrutar dessa terra maravilhosa. A verdade é que somos herdeiros não só da terra mas tambem.......

    ResponderExcluir
  10. Péssimo. Baseou-se em que amigo ? Sua mente perturbada ou contos descrentes e sem nenhuma fonte histórica pra escrever isso, Ouro e Pedras preciosas ? A colonização se dá por meio do interesse de Portugal no Pal Brasil, até então a unica coisa que lhes atraia aqui, ainda assim não por escravidão, o sistema era Escambo, realmente era algo que não recompensava os índios mas ainda muito longe da escravidão. O interesse no metal e nas pedras só é tomado quando os descobrem em Minas Gerais anos mais tarde.

    ResponderExcluir
  11. porcaria. vamos saber tao pouco do seupais hem!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Tudo isso é mentira! A revista Isto É publicou em 19 de novembro de 1997, matéria intitulada “O verdadeiro Cabral”, assinada pelo jornalista Guilherme Evelin, na qual o autor procura demonstrar que o descobrimento do Brasil ocorreu em data anterior a 22 de abril de 1500, conforme é ensinado nas escolas. Seu texto, encimado pelo subtítulo “Na véspera das comemorações dos 500 anos do descobrimento, novas pesquisas revelam que Portugal mandou uma missão secreta ao Brasil, um ano e meio antes da chegada de Cabral”, diz o seguinte:

    “Esqueça tudo o que você aprendeu na escola sobre o descobrimento do Brasil. O primeiro português a vir às terras brasileiras não foi Pedro Álvares Cabral, ao contrário do que até hoje ensinam os manuais de história. O primeiro torrão de solo tupiniquim avistado pelos portugueses também não foi o Monte Pascoal, no sul da Bahia. O primeiro contato dos europeus com a terra brasilis tampouco ocorreu em 22 de abril de 1500. A dois anos das comemorações oficiais pelos 500 anos do descobrimento do Brasil, os últimos trabalhos de pesquisadores portugueses, espanhóis e franceses revelam uma história muito mais fascinante e épica sobre a chegada dos colonizadores portugueses ao Novo Mundo”.

    “O primeiro português a chegar ao Brasil foi o navegador Duarte Pacheco Pereira, um gênio da astronomia, navegação e geografia e homem da mais absoluta confiança do rei de Portugal, d. Manoel I. Duarte Pacheco descobriu o Brasil um ano e meio antes de Cabral, entre novembro e dezembro de 1498. O primeiro português a confirmar que existiam terras para lá do Oceano Atlântico desembarcou aqui num ponto localizado nas proximidades da fronteira do Maranhão com o Pará. De lá, iniciou uma viagem pela costa norte, indo à ilha do Marajó e à foz do rio Amazonas. Quando regressou a Portugal, o rei ordenou-lhe que a expedição deveria ser mantida em sigilo. O motivo para que a descoberta fosse tratada como segredo de Estado era bastante simples: as terras encontravam-se em área espanhola, de acordo com a divisão estabelecida pelo famoso Tratado de Tordesilhas, assinado em 1494, quatro anos antes de Duarte Pacheco chegar à Amazônia”.

    Após tecer considerações sobre o assunto, o redator da matéria esclarece:

    “A base da tese gira em torno de um manuscrito, o "Esmeraldo de situ orbis", produzido pelo próprio Duarte Pacheco entre 1505 e 1508 e que ficou desaparecido por quase quatro séculos. Até no título, o documento revela seu caráter cifrado. "Esmeraldo" é um anagrama que associa as iniciais, em latim, dos nomes de Manoel (Emmanuel), o rei, e Duarte (Eduardus), o descobridor. "De situ orbis" significa "Dos sítios da Terra". "Esmeraldo de situ orbis", portanto, era "O tratado dos novos lugares da Terra, por Manoel e Duarte". Era um imenso relato das viagens de Duarte Pacheco Pereira não só ao Brasil, como à costa da África, principal fonte da riqueza comercial de Portugal no século XV. O rei d. Manoel I considerou tão valiosas as informações náuticas, geográficas e econômicas do "Esmeraldo" que jamais permitiu que ele fosse tornado público. Foi montado em cinco partes, com 200 páginas no total. As melhores provas sobre o descobrimento do Brasil aparecem no capítulo segundo da primeira parte. Resumidamente, o trecho diz o seguinte: "Como no terceiro ano de vosso reinado do ano de Nosso Senhor de mil quatrocentos e noventa e oito, donde nos vossa Alteza mandou descobrir a parte ocidental, passando além a grandeza do mar Oceano, onde é achada e navegada uma tam grande terra firme, com muitas e grandes ilhas adjacentes a ela e é grandemente povoada. Tanto se dilata sua grandeza e corre com muita longura, que de uma arte nem da outra não foi visto nem sabido o fim e cabo dela. É achado nela muito e fino brasil com outras muitas cousas de que os navios nestes Reinos vem grandemente povoados."

    ResponderExcluir
  13. isso tudo estár errado pq vcs ñ disem pelo menos a verdadeira história, q antes os Portuguêses ja sabiam q existiam o Brasil e queriam tirar toda as riquesas popria para levar á Portugal,principalmente o pau-Brasil e a cana-de-açucar, e q niguém descobriu o brasil, pq antes já aviam os índigenas, e por isso os pesquisadores estão investigando o caso.

    por isso eu concordo com o (masterloads).

    q ele foi bem claro falando q devemos esquecer tudo q aprendemos na escola.

    ass:Rebeca e Layza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1 Os Portugueses sabiam da exeistencia da Terra de Vera Cruz assim como ja dois tercos do planeta.
      2 A cana de acucar nao e originaria do Brasil.
      3 Para um lugar ser descoberto tem de ser relatado, seja alguem tem de ir e voltar e alem do mais ser descrito como tal.Os Indigenas do Brasil e nao foram a Europa relatar tal existencia em pessoa ou em lingua escrita, como todos os comentarios aqui escritos e descritos em Portugues e nao Indigena.
      4 Ninguem ta falando mal do Brasil, so esta-se declarando a ignoracia de alguns brasileiros pelo escrito acima.

      Excluir
  14. A HISTÓRIA SÓ DEVE SER FALADA POR QUEM NA VERDADE DISSO TEM CONHECIMENTO.DE QUALQUER FORMA TODO O ACTUAL BRASILEIRO(EXCEPTO OS INDÍGENAS ÍNDIOS)SÃO O FRUTO DA DESCENDÊNCIA DE COLONOS ESTRANGEIROS, SEJAM EUROPEUS OU NÃO.

    ResponderExcluir
  15. Nossa é uma historia muito bom parabens

    ResponderExcluir
  16. Afirmo com absoluta certeza, que as críticas em relação ao texto do Holanda são originários de leitores portugueses; É VERDADE CAMBADA DE SAFADOS, POISPOIS! PORTUGAL DEPENOU O bRASIL O QUANTO PODE E SÓ NOS DEIXOU SUA HERANÇA MALDITA DE LADRÕES E CANALHAS EXPLORADORES!

    ResponderExcluir
  17. esse fato e verdade trabalhos pode ser resumido assim [ e a historia leal do brasil e conto que os antigos fasterisao

    ResponderExcluir
  18. Portugal continua quebrado e o Brasil pagando as contas.Mandem as putas inglesas ao menos....a merda continua a mesma.Nigeriano,haitiano traficando drogas aqui,nego contrabandeando ouro pra la....o que mudou em mais de 500 anos?Mandem as bebidas e as putas e que continue a historia.

    ResponderExcluir
  19. Bando de ignorantes!! grande parte dos colonos eram originários das Açores que era sobrepovoado ou camponeses sem terras além de minorias étnicas como judeus e mouros e por causa da colonização portuguesa o Brasil se saiu melhor senão olhe pros países vizinhos e como ficaram,
    ass. um Brasileiro

    ResponderExcluir
  20. O senhor Aquiles é cá um pandego! Sabe tanto de história que mistura Pedro Álvares Cabral com Cristóvão Colombo ou Fernão de Magalhães, que navegaram realmente ao serviço de Castela. Não coloque prego na pedra, pois não dá para pregar! Se não sabe, em posso enviar uma História dos Descobrimentos Portugueses, se bem que seja atirar pérolas para o lixo!

    ResponderExcluir
  21. A Verdade sempre dói principalmente aos portugueses.
    Todos os fatos relatados na minha postagem foram extraídos e pesquisados por
    mais de 50 anos em livros, reportagens, cartas, depoimentos e na web que provam
    realmente que os português assim como os espanhóis não foram conquistadores e
    sim saqueadores.
    Destruíram culturas e civilizações deixando uma herança danosa que pagamos até hoje.
    A história nos conta que pelos menos 800 toneladas de ouro puro foi espoliado das terras de Minas Gerais, isso sem contar o que foi contrabandeado e extraviado dos meios normais, além do que foi retirado da mesma forma de outros estados como Goiás e Mato Grosso.
    Vale lembrar também os valores absurdos que foram espoliados em prata, diamante, esmeraldas, diversas pedras preciosas e o pau Brasil que foi durante muitos anos fonte de riqueza dos saqueadores.
    Tiveram muitas terras, tiveram muitas riquezas mas por ganância e incompetência hoje “ Estão a ver Navios “ .

    ResponderExcluir
  22. Eu sugiro lerem O Guia politicamente incorreto da história do Brasil. Sem dúvida tem muita coisa mascarada sobre a história do Brasil. Não devemos acreditar em tudo que escrevem, mas sim tirarmos nossas conclusões sobre determinado assunto.

    ResponderExcluir
  23. Pegou leve; acrescento trechos de uma pesquisadora Lilia Schwarcz e Sérgio Buarque de Holanda, autor do clássico Raízes do Brasil, da verdadeira história da colonização de EXPLORAÇÃO portuguesa,

    “A riqueza de Portugal era resultado do dinheiro fácil, como os ganhos de herança, cassinos e loterias, que não exigem sacrifício, esforço de criatividade e inovação, nem investimento de longo prazo em educação e criação de leis e instituições duradouras. Numa época em que a Revolução Industrial britânica começava a redefinir as relações econômicas e o futuro das nações, os portugueses ainda estavam presos ao sistema extrativista e mercantilista, sobre o qual tinham construído sua efêmera prosperidade três séculos antes. Baseava-se na exploração pura e simples das colônias, sem que nelas fosse necessário investir em infra-estrutura, educação ou melhoria de qualquer espécie. ‘Era uma riqueza que não gerava riqueza’, escreveu a historiadora Lilia Schwarcz.

    ‘Portugal se contentava em sugar suas colônias de maneira bastante parasitária.’ Sérgio Buarque de Holanda, autor do clássico Raízes do Brasil, mostrou que no Brasil colônia se tinha aversão ao trabalho. Segundo ele, o objetivo da aventura extrativista era explorar rapidamente toda a riqueza disponível com o menor esforço e sem nenhum compromisso com o futuro: ‘O que o português vinha buscar era, sem dúvida, a riqueza, mas riqueza que custa ousadia, não riqueza que custa trabalho’ (pág.24).

    OUTRO FATO(CIENTIFICO)

    O QI [quociente de inteligencia de portugal e'de 91 [ a me'dia e' 100]; do brasil e’ de 87. Estranha coincidencia? Herdamos a corrupcao, a malandragem, a luxuria, a ganancia,e ate’ o DNA dos colonizadores inclusive pagamos o pato quando dizem que no’s importamos escravos;na verdade a importacao se deu a partir de 1530 trazidos da africa pelos PORTUGUESES,cujos coroneis da epoca assistiam sentados o trabalho escravo dos negros, que enquanto eram açoitados, se relacionavam com as jovens negras para satisfazer seus instintos!
    Quiseram fazer o mesmo com italianos,alemães,japoneses e outros,mas em pouco tempo se deram mal.No livro 1808 de laurentino gomes(best seller) uma francesa lamentou um país como o brasil ser colonizado por incompetentes[na verdade so' queriam o ouro]!

    É so comparar os paises colonizados por portugal -Angola, Brasil, Moçambique, Timor-Leste, Cabo Verde, São Tomé e Princípe, Guiné-Bissau e os colonizados pelos ingleses- Estados Unidos, Canadá, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Guiana Britânica.(vinagre pro vinho).

    Contra fatos não há argumentos!
    Realmente nada melhor que a Historia (VERDADEIRA) para explicar o presente.
    PARABÉNS PELO ARTIGO CORAJOSO E ESCLARECEDOR!!!

    ResponderExcluir
  24. Estou pegando o bonde andando, mas adorei o Blog. De uma coisa tenho certeza, a herança foi deixada até hoje, me desculpem mas é só LADRÃO !!! Desteto Portrugal!

    ResponderExcluir
  25. na verdade todos vocês estão errados, muitíssimos errados, nos somos uma nacao abencoada , so porque nossos antepassados erraram nao significa que nos estamos condenados por isso. alguns de voces ja ouviram falar dos cavaleiros templários
    pois eles foram os primeiros a vim para essas terras corridos e desesperados para esconderem seus tesouros e suas vidas, vou deixar uma pista para voces . porque mandaram jesuitas e porque as bandeiras das caravelas tinham aqueles formatos que lembram os templarios. existe muito mais coisas escondidas nas terras brasileiras do que nos podemos imaginar

    ResponderExcluir
  26. Olhem so pra vcs...uns idiotas q nada sabem e comecam o comentario com "bando de ignorantes". Sao bem brasileiros mesmo. Ganhem um salario minimo e so acabem o srgundo grau pq sao obrigados!!!brasil eh fruto de mta corrupcao, mta merda, mtos abusos como toda colonizacao. Esse papo q cabral era zen budista e blablabla n existe. Portugal n fez nada pelo brasil, sugou tudo q podia e qndo n tinha mais o q sugar mandou toda orda de semvergonhas presidiarios e endividados pra ca pra povoar nossas terras!

    ResponderExcluir
  27. Marco Buldkcovicc30 de abril de 2016 19:14

    Excelente post! Traduz exatamente as origens dessa gentinha maldita que habita essa pais. Povo corrupto por natureza, malandro, vagabundo...lixo de gente!!

    ResponderExcluir
  28. Concordo com tudo que está escrito, em género, número e grau, pois a corrupição no Brasil é antes de Pedro Álvares Cabral. A nossa colonização foi feita de péssima qualidade, é por êste motivo que estamos andando para traz. Em 1555 quando os franceses invadiram o Brasil, no Rio de Janeiro, tivesse dominado e tomado o contrle dos portugueses tinha feito a nossa colonização, e hoje nós seriamoa independete e com outra cultura.

    ResponderExcluir
  29. 😂😂😂😂 Não me colonizaram não !!!!! Meu avós já estavam no "Brasil " quando chegaram!!!!

    ResponderExcluir

Este blogue respeita todos os seus leitores... mas você é especial!
Obrigado pelo comentário!"