Pesquisar

Carregando...

22 de fevereiro de 2010

ABSURDOS BRASILEIROS -"Fatos Marcantes"


ABSURDOS BRASILEIROS (Política e outros)


Levantamento feito desde janeiro de 2003
Alguns fatos marcantes em nosso país.
Dívida externa do Brasil em 21 de fevereiro de 2001: US$ 232 Bilhões (duzentos e trinta e dois bilhões de dólares) são quase R$ 700.000.000.000,00 (setecentos bilhões de reais).
Juiz “Lalau”, empresários e políticos envolvidos no desvio de R$ 150.000.000,00 (cento e cinqüenta milhões de reais.).
A maior parte das ações da Petrobrás que estavam em poder do BNDES ficou com investidores estrangeiros, dos 35,9 milhões de papeis colocados à venda, somente 22,2% ficaram no Brasil.
Despesas do FHC com propaganda política em 1999: R$ 12.000.000,00 (doze milhões de reais).
Os partidos políticos gastaram em propaganda de campanhas políticas em 1999: R$ 400.000.000,00 (quatrocentos milhões de reais).
Em outubro de 1997, fracassou o lançamento do foguete no qual o Brasil lançaria um satélite ao espaço, o custo do lançamento foi de R$ 15.000.000,00 (quinze milhões de reais.), posteriormente o foguete seria relançado com parceria estrangeira.
Compra fraudulenta da família de Paulo Maluf em São Paulo de propriedades disponíveis em leilão.
Escândalo da venda de frangos em São Paulo com envolvimento de Paulo Maluf.
Escândalo do desvio de milhões de reais por Celso Pitta quando prefeito de São Paulo.
Venda da Telemig cujos compradores pagaram com promissória e com empréstimos do governo.
Durante o governo de FHC, mais de 50 estatais foram vendidas, muitas de forma fraudulenta, segundo o governo, os valores seriam aplicados para o desenvolvimento do país porem, nada foi feito.
A criação da CPMF para salvar a saúde do país e nada foi salvo até hoje.
O desvio do FGTS dos trabalhadores para salvar as prefeituras.
A despesa mensal com cada deputado distrital do Distrito Federal gira em torno de R$ 70.000,00 (setenta mil reais.) – ano 2004.
Os custos mensais dos quase 60.000 vereadores no Brasil custam ao país: R$ 420.000.000,00 (quatrocentos milhões de reais.) – ano 2004.
Gastos de milhares de reais com as viagens presidenciais ao exterior, mais recente a viagem de FHC a Portugal.
Gastos de FHC na reforma do Palácio de Governo.
Gastos absurdos do governo Lula na compra de utensílios para o Palácio do Governo como, por exemplo, a compra de panos de prato a R$ 1.000,00. – ano 2004.
Viagens a passeio de políticos a Miami e ao Caribe com o dinheiro público. – ano 2004.
Aumento salarial dos deputados de MG. e que depois de julgado como ilegal não foram devolvidos aos cofres públicos.
Roubo de ossos e cadáveres nos cemitérios do Brasil.
Contrabando da fauna e da flora da Amazônia para e por países estrangeiros.
O número alarmante de empresas estrangeiras explorando e contrabandeando madeiras nobres na floresta amazônica.
O grande número de países e pessoas estrangeiras explorando e contrabandeando pedras preciosas em todas as regiões da floresta amazônica, inclusive religiosos estrangeiros.
Desvio e contrabando de órgãos humanos em hospitais.
Extermínio da lagosta na costa brasileira.
Poluição absurda da Baía de Guanabara.
Os milhões de reais gastos para despoluição do Rio Tietê em São Paulo.
O número alarmante de meninas grávidas de 13 aos 15 anos de idade.
O número absurdo de jovens envolvidos com drogas, prostituição, crimes, assassinatos, etc.
O número alarmante de meninas de 13 aos 15 anos que praticam aborto.
A posição degradante do Brasil em relação ao mundo no que tange: fome, criminalidade, prostituição infantil, corrupção, mortalidade infantil, nível escolar, mortos em acidentes de transito, jovens envolvidos com drogas, etc.
O Brasil possui mais de 50 milhões de pessoas abaixo do nível de pobreza. (ano 2004)
Segundo FHC, em seu governo, o Brasil estava melhorando, o povo estava comendo mais, pois nunca se fez tantas dentaduras.
As dívidas absurdas em 2004 dos clubes de futebol: Clube de Regatas Flamengo: R$ 239.000.000,00 (duzentos e trinta e nove milhões de reais) – ano 2004.
O péssimo nível cultural dos alunos das escolas públicas.
O absurdo das redações no concurso de vestibular.
O péssimo nível cultural dos alunos que prestam vestibular.
“O Brasil da aula de ecologia”, é o país que mais recicla latinhas de cerveja no mundo ou será: “a fome e a necessidade de sobreviver do povo brasileiro da aula de ecologia”.
40% da população ativa brasileira, vide de subemprego.
Aumento de 100% do trabalho informal no país.
Aumento alarmante de falências e concordatas no país desde 1994.
O contrabando de madeiras nobres da Amazônia para a Europa.
Os gastos absurdos com as usinas nucleares Angra 1 e Angra 2.
60 % da população brasileira não possuem saneamento básico.
A pornografia explicita na televisão brasileira.
O nível baixo e a promiscuidade dos programas de televisão no país.
O nível baixo das musicas brasileiras que apenas induzem ao sexo, as drogas e ao crime.
No ano de 2004, nunca se construiu tantos iates de luxo no país cujos preços chegavam a R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais). Toda produção de 2004 estava esgotada.
Os salários astronômicos dos jogadores de futebol no país.
Os feriados de sextas e segundas-feiras dos políticos em Brasília.
As férias de 60 dias dos políticos em Brasília.
Os custos astronômicos dos políticos em Brasília.
A riqueza acumulada sem qualquer pagamento de tributos aos cofres públicos pelas Igrejas Evangélicas em todo país.
A exploração da fé, o curandeirismo, e a falsidade ideológica envolvendo as Igrejas Evangélicas no país.
O aumento alarmante de favelas no Brasil: Rio de Janeiro mais de 600 favelas tendo a Rocinha uma população de mais de 100.000 habitantes. - ano 2004.

Absurdo dos absurdos:
O Comitê Olímpico Brasileiro gastou na Olimpíada de 2000 um total de quase R$ 30.000.000,00 (trinta milhões de reais). Cada medalha ganha custou ao país : R$ 2.500.000,00 (dois milhões de quinhentos mil reais).
Absurdo dos absurdos:
Salários na Assembléia Legislativa de M.Gerais. Ex-presidentes da Assembléia Legislativa de M.Gerais :
Antônio Julio, salário em 1999: R$ 752.503,57, em 2000: R$ 1.048.234,50 e em 2001:R$ 1.558.737,60.
Anderson Adauto, salário em 1999: R$ 1.072.323,10, em 2000: R$ 1.558.844,10 e em 2001: R$ 709.801,59.
Deputado Durval Ângelo: remuneração recebida em 2000 entre salários e extras: R$ 1.248.196,20. Media de salário mensal: R$ 104.016,35. O salário mensal efetivo do deputado é de R$ 9.987,50.

O número alarmante de políticos envolvidos na exploração de menores em abusos sexuais.
Os milhões de reais doados por grandes empresas nacionais e internacionais as campanhas políticas com a finalidade de posteriores favorecimentos.
Compra de votos dos deputados federais, mais recente pelo ex-presidente FHC para a aprovação da reeleição presidencial.
Desvio de verbas como, por exemplo, o FGTS para pagamento de dívidas das prefeituras.
O número alarmante de prefeitos em todo Brasil envolvidos em desvio de verbas nas prefeituras.
A compra pelo governo brasileiro de milhões de reais em vacinas importadas que já chegaram vencidas.
Desvio de verbas para compra de medicamentos da rede pública.
Tráfico e favorecimento na doação e transplante de órgãos.
Desvio de verbas destinadas a obras em hospitais da rede pública.
Superfaturamento na compra de medicamentos para a rede pública.
A omissão no atendimento hospitalar às pessoas menos favorecidas.
Cirurgias desnecessárias feitas em pacientes com a finalidade de ganhos ilícitos dos hospitais.
Compra de medicamentos contaminados.
Exploração, desrespeito e maus tratos aos idosos em asilos.
Fraudes nas licitações para compra de medicamentos.
Absurdo: 80% dos médicos brasileiros, não possuem qualquer conhecimento dos medicamentos que receitam aos seus pacientes.
Escândalos dos livros escolares envolvendo editoras, autores e o estado.
Desvio de verbas da merenda escolar.
Tráfico de drogas nas portas das escolas.
Falta de professores em diversas áreas da educação.
Falta de reforma e manutenção das escolas públicas municipais e estaduais.
Índice alarmante da reprovação escolar.
Péssima qualidade no ensino.
Preço altíssimo do custo das mensalidades das universidades particulares.
Péssimo índice de qualidade no ensino das universidades públicas.
Falta de investimentos em pesquisa, ciências e tecnologia nas universidades estaduais e federais.
Falta de segurança dentro e fora das universidades.
60% da população brasileira vive abaixo da pobreza.
O recorde absurdo de assassinatos nos 10 últimos anos: 2 milhões de brasileiros mortos, índice superior a muitas guerras que passaram pelo planeta.
A posição vergonhosa do Brasil em relação aos outros países no que tange a educação nas escolas.
A posição vergonhosa do Brasil em relação aos outros países no que tange a pobreza.
A posição vergonhosa do Brasil em relação aos outros países no que tange a distancia entre os ricos e os mais pobres.
A posição vergonhosa no Brasil em relação aos outros países no que tange as desigualdades sociais.
A posição vergonhosa do Brasil em relação aos outros países no que tange os crimes praticados por policias.
A posição vergonhosa do Brasil em relação aos outros países no que tange a corrupção.
O absurdo permitido pelo governo brasileiro no que tange a degradação da floresta amazônica.
O número alarmante de empresas estrangeiras explorando indevidamente pedras preciosas na floresta amazônica.
A participação do INCRA e de órgãos ligados aos índios em corrupção, desvio de verbas, contrabando de pedras preciosas e da flora e fauna amazônica.
O número alarmante de prefeitos de diversas cidades do Brasil envolvidos em corrupção, casos esses apurados após a posse dos novos prefeitos.
O caos das estradas federais e estaduais em todo Brasil.
A eleição feita em fevereiro de 2005, pelos deputados federais em Brasília do deputado Cavalcante do PP, votação essa feita secreta cuja finalidade foi eleger o referido deputado apenas para atender os seus interesses. O deputado eleito, em sua campanha, frisou que aumentaria os salários e outros privilégios "que somente nossos deputados os possuem".
A compra pelo presidente Lula de um avião para servi-lo em suas viagens no valor de US$80.000.- ano 2005.
O descaso do governo Lula com os grileiros, madeireiros e fazendeiros no estado do Pará.
O número alarmante de policiais tanto da civil quanto da policia militar do estado do Rio de Janeiro envolvidos em crimes, corrupção, seqüestros, etc.
O perdão dado pelo governo brasileiro a alguns países pobres de suas dívidas para com o Brasil. Cabo Vede foi perdoado em US$ 2,7 milhões de dólares – ano 2004
Os lucros líquidos alarmantes dos bancos brasileiros e estrangeiros no ano de 1994.
A alta alarmante dos juros bancários em toda historia do país, tornando-se o maior índice entre todos os países do planeta.
O número alarmante de ministérios no governo Lula, em 2004 chegou a 35 ministros.
O absurdo dos gastos na administração do governo Lula, chegando a comprometer mais de 50% das arrecadações de todo país.
A pesada carga tributaria imposta pelo governo brasileiro desde 1993 elevando o Brasil ao país com a uma das maiores cargas tributarias do planeta.
Absurdo é a facilidade que se tem no Brasil para se reunir 500.000 pessoas em um show de rock ou para pular o carnaval sem contar ainda com os milhares nos campos de futebol pelos estádios.
Da mesma forma é absurda a dificuldade para se reunir um número ínfimo de pessoas para tentar reivindicar alguma coisa com intuito de mudar o nosso país.
O absurdo da corrupção no governo do Lula envolvendo o PT e vários deputados no desvio de milhões de reais no tal do “mensalão”. (2005)
O absurdo da corrupção no governo do Lula envolvendo o PT, os partidos aliados, varias estatais e funcionários de vários escalões. (2005)
O absurdo dos escândalos de corrupção envolvendo vários políticos do estado de Rondônia. (2005)
O absurdo dos escândalos de corrupção envolvendo fiscais da receita estadual e policia rodoviária federal no sul do Brasil.
O absurdo dos milhões de reais gastos pelos partidos políticos nas campanhas para eleição de vereadores, deputados estaduais e federais, governadores, etc., como por exemplo, o ex-presidente do PT quando candidato ao governo de São Paulo em 2003/2004 que gastou mais de R$ 500.000,00 na sua campanha.
As malas apreendidas pela Polícia Federal com o presidente da Igreja Universal deputado federal do PFL. João Batista Ramos da Silva em julho de 2005 com R$ 10.202.690,00 no aeroporto de São Paulo. Segundo o deputado todo o dinheiro era doação dos fieis da igreja.
As malas apreendidas pela Polícia Federal em julho de 2005 no aeroporto da Pampulha em BH. com o deputado estadual do PL. George Hilton, pastor da Igreja Universal e com o vereador do PL. Carlos Henrique também pastor da Igreja Universal com milhares de reais que segundo os pastores era doação dos fieis da igreja.
Deputados envolvidos no escândalo das ambulâncias superfaturadas em 2006 conforme constatou o Ministério Público Federal e a Polícia Federal. Os deputados, aproveitando as brechas na lei, enviaram recursos financeiros a várias entidades assistenciais. Dentre os envolvidos um número grande de deputados-pastores, tais como: João Batista Ramos da Silva (PFL-MG)-(presidente da Igreja Universal do Reino de Deus), Pastor Pedro Rodrigues (PMDB-CE), João Paulo Gomes da Silva (PL-MG), e muitos outros.

DEPUTADOS MINEIROS ESTOURAM LIMITES DE GASTOS.
O absurdo permitido de ate R$ 15 mil mensais para gastos de despesas. Alguns deputados conseguem burlar a lei com gastos alarmantes tais como:
Gastos dos Deputados Federais mineiros com verba indenizatória para custeio do mandato em 2005:
Aracely de Paula, Cleuber Carneiro, Edmar Moreira, Jaime Martins, João Magalhães, João Paulo Gomes da Silva, José Militão, Julio Delgado, Virgílio Guimarães e mais outros 10 deputados gastaram cada, no ano de 2005 a soma de R$ 180.000,00.
Outros deputados tais como: Gilmar Machado: R$ 179.993,14, Marcello Siqueira: R$ 179.974,85, Lincoln Portela: R$ 179.748,92, Cabo Júlio: R$ 179.665,02, Geraldo Thadeu: R$ 179.017,28, Rafael Guerra: R$ 178.190,08, Paulo Delgado: R$ 172.784,91, Eliseu Resende: R$ 166.000,09, Ibrahim Abi-Ackel: R$ 164.464,29, Roberto Brant: R$ 161.823,56, Maria Lúcia Cardoso: R$ 148.958,04 e muitos outros num total de R$ 8.947.853,60.
CUSTO TOTAL DOS GANHOS MENSAIS DOS DEPUTADOS FEDERAIS EM 2005.
R$ 15.000,00 mensais disponíveis para verbas indenizatórias.
Salário mensal de R$ 12.800,00 (pode variar de 15 a 19 mil por ano).
Verba de gabinete para pagamento de funcionários R$ 50.800,00.
Auxilio moradia R$ 3.000,00 (não recebe se morar em imóvel funcional).
Cota postal e telefônica R$ 4.268,00.
Passagens aéreas para Minas R$ 7.660,00.
Assinatura de jornais sendo 2 nacionais, um local, um regional e uma revista semanal.
Total de R$ 94.000,00.
Suporte
Por ano cada deputado tem direito a: 200 mil páginas de impressão de discursos, pareceres e projetos, 1.000 pastas para avulsos, 5.000 cartões de apresentação, 5.000 cartões de gabinete simples, 2.000 cartões de cumprimento, 1.000 cartões de gabinete duplo, 50 blocos personalizados com 100 folhas cada, 2.000 folhas de papel ofício personalizadas.

Bispo Carlos Rodrigues, um dos fundadores da Igreja Universal do Reino de Deus, que renunciou o cargo de deputado para não ser cassado pelo seu envolvimento no escândalo Waldomiro Diniz, alem de outros crimes, estaria envolvido supostamente em assassinato e mais recentemente em 2006 no escândalo das “ambulâncias”.
Absurdamente a Igreja Universal do Reino de Deus após articulações que iniciaram em 2003 pelo então deputado federal Bispo Carlos Rodrigues conseguiu através de um número superior a 400 mil assinaturas (colhidas nas portas dos templos) necessárias a criação de um novo partido político. O novo partido teria a sigla de PMR : Partido Municipalista Renovador e depois “PRB”;
Achiles Holanda

6 comentários:

  1. Hola Aquiles, pasé a ver tu Blog, y se me hace muy interesante, despues lo visitó mas despacio, recibe cordiales saludos,...Consuelo

    ResponderExcluir
  2. Realmente são coisas absurdas. Adorei seu blog!

    ResponderExcluir
  3. adorei esse blogue, todos brasileiros tinha q ler quem sabe pensariam mais antes de votar.

    ResponderExcluir
  4. Gostei foi tudo bem feito vou sempre dar uma olhada por aí falow asessa o meu lovebaby.no.comunidades.net

    ResponderExcluir

Este blogue respeita todos os seus leitores... mas você é especial!
Obrigado pelo comentário!"